Saiba quais tratamentos estéticos fazer durante o verão

Com a frequente exposição da pele ao sol, é preciso cuidado na hora de escolher o tratamento

Foto: Marc Fender

Duarante o verão, tempo de pouca roupa e muito sol, aumenta a procura por tratamentos estéticos, principalmente por aqueles que prometem a redução de medidas e a atenuação da celulite. Mas é preciso tomar cuidado: como a pele fica exposta à radiação, alguns tratamentos podem colocar a saúde em risco.

Segundo o dermatologista Anderson Bertolini, alguns procedimentos podem provocar descamação ou pigmentação quando expostos à luz solar.

– Tratamentos com luz pulsada ou peelings químicos devem ser evitados, pois exigem alguns cuidados como evitar o sol, para evitar manchas na pele.

Se a paciente optar pelo tratamento mesmo assim, é necessário se proteger:

– É fundamental evitar o sol e usar o filtro solar. Se a pessoa se proteger dos raios solares de forma adequada é possível conseguir um bom resultado após o tratamento.

De qualquer forma, é importante conversar com o dermatologista sobre as precauções necessárias após qualquer tratamento, em qualquer época do ano, alerta o especialista.

Saiba os procedimentos seguros para a estação

Botox: A toxina botulínica não afeta a superfície da pele, sendo indicada para amenizar rugas ou combater o suor excessivo em qualquer estação.

Ácido hialurônico: O preenchimento facial também está liberado durante os meses quentes:

– No verão, o ácido hialurônico proporciona uma hidratação profunda e pode tratar o ressecamento causado pela exposição solar, mar e piscina – ressalta o dermatologista.

Alguns aparelhos de depilação a laser: Nem todos os tipos de depilação são seguros quando a pele será exposta ao sol em seguida. Dê preferência aos aparelhos que usam níveis menores de energia e trabalham de forma contínua e em movimento, com ponteira resfriada. Se optar por outro procedimento, consulte um dermatologista.

Radiofrequência e carboxiterapia: Ambos são indicados para o verão:

– Como a radiofrequência produz um calor local e a carboxiterapia só aumenta a circulação sanguínea, não há problema em fazê-los.

Drenagem linfática: Garante a diminuição de medidas sem causar nenhum dano à pele.

Já alguns procedimentos mais pesados, como laser ou luz pulsada para depilação, peeling abrasivo ou químico, escleroterapia (técnica para eliminação de vasos ou estrias) e limpeza de pele muito agressiva podem deixar a pele mais propensa a manchas e queimaduras causadas pelos raios UV, devendo ser evitados:

– Lembre-se que, durante as férias, é comum as pessoas ficarem mais relaxadas em relação aos cuidados. Portanto, dependendo do tratamento é indicado deixá-lo para ser feito no inverno – aconselha Bertolini.

Com procedimento ou não, não esqueça o filtro solar e aproveite o verão!

 

Leia mais
Comente

Hot no Donna