O poder das pequenas mudanças | Vanessa Musskopf

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

O grande problema das dietas é que 99,9% das pessoas que iniciam um regime querem se ver livre das gordurinhas e querem isso para ontem! Falo por mim, que já me vi seguindo dietas tão fanáticas que colocariam qualquer xiita no chinelo. Mas leva um tempo até o nosso organismo entrar nos eixos novamente. No meu caso, demorou um ano para entrar naquelas roupas que a gente guarda no fundo do armário para quando emagrecer, sabe? Pois é… um ano! 365 dias. 52 semanas. 8.766 horas. 525.960 minutos. Um ano. Mas valeu a pena ter PACIÊNCIA!

Infelizmente ainda não foi inventada uma fórmula mágica de emagrecimento que funciona para todo mundo. Já falei e repito: o seu corpo não é igual ao da musa fitness e não é igual ao meu! A gente é uma combinação única de metabolismo, rotina, motivações, habilidades, paladar… Cuidado com os talibãs da dieta, que acham que só porque um plano alimentar funcionou em um determinado momento, sob um conjunto específico de circunstâncias, para um organismo X, significa que agora TODO MUNDO deve seguir o mesmo programa.

No meu processo de emagrecimento, por exemplo, passei a dar muito valor aos pequenos hábitos. Nós geralmente subestimamos o poder das pequenas mudanças no nosso dia a dia, mas elas podem fazer verdadeiros milagres. 8 lances de escada por dia, durante um ano equivalem a escalar o Monte Everest, sabia?

Arquivo pessoal: @santadieta

Arquivo pessoal: @santadieta

Por isso, antes de fazer qualquer mudança radical na sua rotina, pergunte-se: quais são seus hábitos alimentares hoje e o que pode fazer para melhorar? Trocar o refrigerante pelo suco? Comer 5 porções de frutas e vegetais por dia? Perder meia horinha preparando a marmita e assim não cair em tentação por aquele pão de batata do bar da esquina?

Trace metas, claro. Mas trace metas realistas. O que é “se exercitar mais” pra você? Para quem está completamente parada, se exercitar 3x por semana, por exemplo, vai ser uma super evolução. Para quem corre 21km, se exercitar mais talvez seja se preparar para correr uma maratona. O que vale aqui é traçar metas realistas e motivantes que o resto é consequência! Um passo de cada vez e a gente vai longe!

Portanto, se você está precisando perder uns quilinhos, procure uma nutri e mantenha as coisas simples:

Comece devagar.

Respeite seu tipo físico.

Coma para nutrir seu corpo. E de vez em quando comar para nutrir sua alma. 😉

Beba + água.

Invista mais em frutas, verduras, legumes.

E sempre que puder, movimente-se! Pelo menos 3 dias na semana.

E se você perceber que sua relação com a comida não é tão bacana, procure uma terapia também! Aliás é sobre isso que vamos falar na semana que vem. Aguarde a próxima coluna!

Leia também
:: Como perdi 15 quilos e recuperei a autoestima sem dietas radicais
:: Como reduzir o sal na alimentação: veja 3 dicas saudáveis

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna