Semana do Aleitamento Materno: 5 benefícios da amamentação para a mãe

Toda mãe sabe o quanto o ato de amamentar é importante para o bebê. Alimento mais completo e equilibrado, atende todas as necessidades do recém-nascido e ainda ajuda a desenvolver o sistema imunológico, entre outros benefícios que a gente te mostra aqui.

:: Silicone atrapalha o aleitamento materno? 11 mitos e verdades da amamentação

Mas sabia que dar de mamar colabora também com a saúde da mulher? Na Semana do Aleitamento Materno, reunimos 5 vantagens que a amamentação traz para a mamãe. Veja:

1. Emagrece

Depois de dar à luz, a mamãe começa a recuperar o corpo que tinha antes da gravidez. Mas sabia que amamentar dá uma ajuda e tanto para reconquistar o peso?

— Dar de mamar faz com que a mulher perca, em média, 800 calorias por dia — garante a ginecologista Maria Elisa Noriler, do Grupo Santa Joana e Pró Matre.

Vale reforçar que é importante também estar atenta ao que se come: é a hora de manter uma alimentação balanceada, que ajuda tanto nos resultados da balança quanto para oferecer os nutrientes necessários para o bebê.

:: #MamilosLivres: Facebook libera fotos de mães amamentando seus filhos

Uso-do-anticoncepcional-Diane-35-no-pós-parto-619x499

2. Previne anemia

Amamentar também colabora para o desprendimento da placenta, o que ajuda a fazer com que o útero se contraia e volte ao tamanho normal. Diminui também as cólicas e o risco de hemorragia pós-parto – o que faz com que a mamãe tenha menos chances de desenvolver anemia.

:: Lei em SP prevê multa de até R$ 1 mil para quem impedir mulheres de amamentarem em público

3. E também diminui as chances de desenvolver tipos de câncer

De acordo com um estudo australiano divulgado pelo American Journal of Clinical Nutrition, mulheres que amamentam por pelo menos 13 meses têm 63% menos probabilidade de desenvolver câncer de ovário em comparação com as que deram de mamar por cerca de sete meses. A justificativa é que amamentar retarda a ovulação – e, segundo os cientistas, quanto mais a mulher ovula, mais aumenta o risco de formação de células mutantes por conta da exposição a altos níveis de estrogênio.

Quer mais? O aleitamento materno também reduz o risco da mulher desenvolver câncer de mama, sugere o Centro de Pesquisas para o Câncer da Grã-Bretanha. Fatores como ter mais de um filho e prolongar a prática por mais tempo faz com que a probabilidade de desenvolver o tipo de câncer mais comum entre as mulheres diminua.

— Quanto maior o tempo que a mulher amamenta, maior é a proteção contra o câncer de mama —, explicou a professora Valerie Beral, do Charity Cancer Research UK, na Grã-Bretanha, em entrevista à BBC.

Os especialistas calcularam que, para cada ano que a mulher amamenta, seu risco de desenvolver câncer de mama diminui 4,3%.

amamentacao-e-mamoplastia-1

4. Reduz o risco de desenvolver diabetes

Segundo uma pesquisa da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, as mães que amamentam por pelo menos um ano diminuem em 15% as chances de desenvolver diabetes do tipo 2. Mais: a cada ano extra de amamentação, o risco diminui. Ainda segundo a pesquisa, publicada pelo Jornal da Associação Médica Americana, a mulher que tem dois filhos e amamenta por dois anos cada um reduz em um terço a probabilidade de desenvolver a enfermidade.

Veja também
:: Positivo ou não? Empresa instala cabine para amamentação em aeroporto de Nova York

5. E doenças cardiovasculares

Quando a mulher engravida e não amamenta, aumenta as chances de desenvolver doenças no coração. Mas um estudo da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, sugere que as mães que amamentaram por mais de um ano desenvolveram menos hipertensão arterial e doenças cardiovasculares do que as que nunca deram de mamar. A redução ocorre, segundo os especialistas, Acredita-se que esta redução ocorra porque, ao amamentar, as mulheres diminuem os depósitos de gordura no corpo.

15963536

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna