Aquecimento no sexo: por que as preliminares são diferentes para homens e mulheres

Por Laryssa Araújo, especial

Homens e mulheres são fisiologicamente distintos – e é claro que na hora do sexo não seria diferente. Quando se trata do assunto “preliminares”, então, essas diferenças são ainda mais notáveis. Costuma-se dizer popularmente que elas são um forno à lenha, enquanto eles funcionam rápido como o micro-ondas. Ou seja, o tempo de aquecimento é distinto para ambos os sexos. Mas, afinal, o que são as tais preliminares? Vamos ao conceito:

– É o conjunto de movimentos eróticos, especialmente carícias e práticas sexuais, que não incluem a fase da penetração – explica a ginecologista, sexóloga e terapeuta sexual Sandra Scalco.

Dito isso, vale entender porque é tão fundamental: a região genital feminina é mais extensa e mais espalhada do que a masculina. Isso quer dizer que há uma maior necessidade de tempo até que toda a área seja irrigada.

– Não se trata de manha, nem de capricho feminino ou de falta de tesão. É a fisiologia feminina mesmo – afirma a psicóloga Lina Wainberg, mestre em Sexologia e doutora em Psicologia.

No entanto, durante muitas gerações, as mulheres foram desestimuladas a explorar sua região genital, e o prazer feminino foi diversas vezes recriminado. Atualmente, a importância do estímulo é discutida com mais naturalidade. Para isso, é importante que a mulher se conheça e possa dizer ou sinalizar o que mais gosta e como gosta.

:: Libido em baixa? Saiba quais as causas e como tratar
:: Mindfulness: conheça a técnica de meditação que conecta você com suas sensações e ajuda no sexo
:: Saiba quais as reclamações mais comuns das mulheres sobre o parceiro durante o sexo

Quem não tem a menor ideia do que curte na cama tem que fazer seu tema de casa. Geralmente, mulheres que se masturbam têm um desempenho mais satisfatório em relação à sua vida sexual – e também são mais desinibidas, têm maior criatividade nas práticas sexuais ou até mesmo iniciativa para o sexo.

– A prática da masturbação é importante para que a mulher se conheça e descubra como sente prazer, inclusive para orientar quem estiver com ela. Cada mulher tem uma forma de ser estimulada que vai ser mais eficaz. Não é obrigação do(a) parceiro(a) descobrir isso – afirma Lina.

:: O que todo mundo quer saber sobre sexo e tem vergonha de perguntar

Um terço das mulheres brasileiras, aliás, nunca teve um orgasmo ao longo da vida, nem na masturbação, de acordo com pesquisas realizadas pelo Projeto Sexualidade do Hospital de Clínicas da USP. Além das disfunções sexuais e outras situações relacionadas, como algum histórico prévio de violência sexual ou de doenças associadas, como depressão, as questões culturais também importam. Parceiros(as) pouco habilidosos(as), que têm relações sexuais rápidas e sem outras formas de estímulo além das preliminares para o aquecimento, também não facilitam o clímax feminino. O importante, segundo os especialistas, é entender que ninguém nasce sabendo: no sexo, sempre é possível aprender coisas novas para intensificar sua qualidade e melhorar a prática a dois.

– Um fator que deve ser considerado é a atitude sexual: a mulher deve entender o sexo como parte integrante de sua vida – conclui Sandra.

AS PRELIMINARES PARA… ELAS

• As mulheres demoram, em média, oito minutos para chegar ao orgasmo
• A maioria das mulheres necessita, em média, de 15 a 20 minutos de estímulo para atingir um nível bom de excitação que seja capaz de prepará-la para chegar ao orgasmo
• Elas, geralmente, têm uma resposta sexual um pouco mais lenta do que os homens
• Elas são mais sinestésicas, lúdicas e subjetivas
• Mulheres, às vezes, têm mais tendência a se desconcentrar com facilidade
• A mulher não tem retorno do que as excita com tanta clareza. A lubrificação feminina não é tão matemática ou aparente. Muitas vezes, estão excitadas e não lubrificam. Isso faz com que as mulheres tenham mais dificuldade de saber o que funciona ou não

AS PRELIMINARES PARA… ELES

• Os homens demoram, em média, três minutos para atingir o orgasmo
• Para que o homem fique excitado, seu organismo precisa bombear cerca de 10ml de sangue para o pênis (as mulheres precisam aproximadamente de 200ml)
• É possível que um homem fique excitado com estímulos visuais ou olfativos e através do tato
• Os homens são mais focados especialmente na fase da penetração
• Os homens aprendem com mais clareza o que os excita, pois têm um feedback evidente disso, que é a ereção
• Os homens buscam mais facilmente em suas memórias uma fantasia, uma lembrança ou uma situação que funciona com eficácia em prol da excitação

Leia mais
Comente

Hot no Donna