Tapioca, a substituta do pão

Iguaria de origem indígena, ela é rica em carboidratos, podendo ser uma opção mais saudável que o pãozinho francês

Com salada, a tapioca de frango é opção leve para almoço ou jantar; ao lado, com recheio de goiabada light
Com salada, a tapioca de frango é opção leve para almoço ou jantar; ao lado, com recheio de goiabada light Foto: xx

Existe uma alternativa ao pão que anda tomando de assalto as mesas de café da manhã e as opções de lanches de homens e mulheres preocupados com a forma física. A tapioca, alimento típico do Nordeste, virou excelente opção por não conter glúten, já que o trigo transformou-se em um dos vilões de quem busca uma silhueta enxuta.

A troca faz sentido. Iguaria de origem indígena, ela é rica em carboidratos (cada tapioca tem cerca de 68 calorias e apenas 1,6 gramas de proteínas), podendo ser uma opção mais saudável que o pãozinho francês (140 calorias em 50 gramas), pois não leva sal na sua preparação. É feita com a fécula extraída da mandioca, também conhecida como goma da tapioca, tapioca, goma seca, polvilho ou polvilho doce.

Recentemente, a revista Vogue escolheu a tapioca como o “novo pão”, eleita pelas gurus da boa forma. Para preparar, basta colocá-la em uma chapa ou frigideira aquecida. A goma vira uma espécie de panqueca ou crepe, e o sucesso está na variação de recheios que sua massa permite: mais de 50 sabores, entre combinações doces e salgadas.

É claro que o segredo de uma tapioca light está, sobretudo, na escolha desse recheio, que pode ser ricota, queijo cottage, tomate ou goiabada light para quem se preocupa em não ganhar peso.

As últimas do Donna
Comente

Hot no Donna