Ter secreção é natural? 5 coisas que as mulheres precisam saber sobre higiene íntima

Não faltam comerciais vendendo produtos que prometem todo tipo de milagres para resolver os problemas de higiene feminina. No entanto, muitas vezes a saúde íntima ainda pode ser considerada um tabu na hora de conversas com as amigas ou até mesmo com a médica ginecologista. Os cuidados com a região íntima da mulher são reflexo do conhecimento que ela possui sobre o próprio corpo. Então, estar bem informada é indispensável para sentir-se mais segura e confiante no cotidiano. É sempre importante visitar a ginecologista pelo menos uma vez ao ano. Para te ajudar, convidamos a ginecologista Zsuzsanna Di Bella para responder algumas das principais perguntas que surgem em seu consultório. Espia só:

:: Guia da vagina: 10 curiosidades que podem melhorar a sua vida
:: 5 razões para testar o coletor menstrual, o novo absorvente

1. Ter secreção é natural?

Verdade. A própria vagina e o colo do útero produzem fluidos considerados como secreção natural da mulher. Mas atenção: só é normal desde que seja incolor, branco-amarelado, sem odor acentuado e que não cause coceira ou ardência. Caso contrário pode ser sinal de inflamação ou infecção. Notando alguma alteração, procure o seu ginecologista.

2. Os cuidados com a higiene íntima devem ser redobrados durante a menstruação

Verdade. Carregar lenço umedecido na bolsa, para uma possível emergência, e trocar o absorvente a cada quatro horas, mesmo em dias de menor fluxo menstrual, para evitar a proliferação de microrganismos são cuidados importantes para o período menstrual.

3. Usar lenço umedecido para se limpar é melhor do que papel higiênico?

Verdade.Limpar a vagina com lenços umedecidos ao invés de papel higiênico evita que possíveis resíduos fiquem na área íntima, porém é importante secar a região suavemente.

 Tudo sobre depilação!
:: A cartilha definitiva para amar a depilação com lâmina
:: 4 mitos e verdades sobre a depilação com cera

:: Cera, lâmina, laser e luz pulsada: os prós e os contras dos métodos mais populares

4. Utilizar protetor diário pode desencadear infecções

Mito. Existem modelos diferentes de protetores higiênicos, entre eles produtos adequados para o uso diário, que são feitos com material respirável, que não abafam e nem alteram a condição natural da região íntima. Sendo assim, se usado da maneira correta, seu efeito é justamente o contrário: ele ajuda a prevenir possíveis infecções normalmente causadas pela umidade que pode ficar na calcinha, pois absorve a transpiração diária natural e neutraliza possíveis odores da área íntima.

5. Vale a pena usar sabonetes específicos para a região íntima?

Verdade. Os sabonetes íntimos podem ser usados diariamente. A principal diferença dos sabonetes íntimos em relação aos outros sabonetes está no pH. Os sabonetes comuns têm o pH mais alcalino e podem agredir a camada protetora da pele, causando irritações, enquanto os sabonetes líquidos íntimos têm o pH ácido, entre 3 e 5, o que para a região íntima é considerado ideal, pois preserva a proteção natural da pele.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna