Uso de laptop conectado a redes sem fio afeta fertilidade masculina, sugere pesquisa

Amostras de esperma expostas a computadores ligados à Internet por quatro horas apresentaram redução de motilidade e maior fragmentação de DNA

Cientistas consideram necessários estudos com voluntários para comprovar os resultados
Cientistas consideram necessários estudos com voluntários para comprovar os resultados Foto: Stock Photos

Usar computadores portáteis conectados a redes sem fio, no colo, perto dos testículos, pode resultar em diminuição da fertilidade masculina. É o que diz um estudo feito em Córdoba, na Argentina.

Para avaliar os efeitos de laptops com Wi-Fi em espermatozóides humanos, os cientistas coletaram amostras de sêmen de 29 doadores saudáveis. O esperma de cada paciente foi dividido em duas cotas, incubadas em condições idênticas. Uma delas foi exposta a um laptop conectado à Internet por Wi-Fi durante quatro horas, enquanto a outra foi utilizada apenas como controle.

As amostras expostas ao laptop conectado à rede sem fio apresentaram uma diminuição significativa na motilidade espermática progressiva e um aumento na fragmentação do DNA do esperma. Níveis de espermatozóides mortos não apresentaram diferenças significativas entre os dois grupos. Diante disso, os pesquisadores concluem que há uma relação entre o uso do laptop conectado à Internet no colo, perto dos testículos, e a diminuição da fertilidade.

No entanto, os cientistas consideram necessários estudos com voluntários para comprovar os resultados dos testes feitos com esperma in vitro. Os resultados da pesquisa foram publicados em novembro no periódico científico Fertility and Sterility.

Leia mais
Comente

Hot no Donna