Prazer, gorda!

*A partir deste final de semana, o Um Plus a Mais vira também uma coluna na edição impressa da Revista Donna. Esta é a nossa estreia, que estará quinzenalmente nas páginas da revista que circula no fíndi – e, sempre na sexta aqui no blog :)

 

Por muito tempo, me esquivei o quanto pude da palavra gorda – que, na minha cabeça e na de muita gente, tinha status de palavrão. Nos últimos anos da infância, já tinha aprendido a fazer cara de paisagem quando ouvia um “fofinha”, fingindo que não era comigo. Na adolescência, agradecia mentalmente quando alguém falava que eu tinha “ossos largos” (aliás, oi?) ou dava aquela alento: “Quando você crescer, vai emagrecer”. Pois bem, os 20 e poucos chegaram e nada aconteceu. Os ponteiros da balança não deram a mínima esperança de descer, e só rodaram para o lado contrário ao que eu desejava. De fof
inha, passei a ser colega gordinha. “É, a gordinha aquela que fala besteira, sabe?”, já ouvi de muita gente ao se referir a mim. Logo, passou a ser a gorda. Assim mesmo, sem nenhum pudor quando eu ainda precisava tanto que a noção alheia existisse.

FILM  ' Bridget Jones: The Edge of Reason '  (2004)Picture showQuem nunca teve seu momento Bridget e se escondeu do mundo, hein?

Eu fingia não estar dando bola quando os guris do colégio faziam aquelas listas com as meninas mais gatas da classe e meu nome nunca estava no meio. Dizia que “não era meu estilo” quando as gurias começaram a usar aquelas leggings coladíssimas e eu, morrendo de vergonha do tamanho da minha bunda, só queria cobri-la com um casaco amarrado à cintura. Me espremi tantas vezes para entrar em uma calça jeans que não sei como até hoje não quebrei em mil pedaços um espelho de provador – porque, na minha cabeça, poderia muito bem rolar uma cena daquelas de filme em que o botão pula da cintura como um tiro em direção ao vidro, estilhaçado. Aliás, chorar em provador? Virei expert em disfarçar e sair como se nada tivesse acontecido. “Não, moça, não gostei desse modelo”, repeti inúmeras vezes para vendedoras que me olhavam com aquela cara de quem sabe que faltou um palmo para o zíper fechar.

Aqui no Um Plus A Mais
:: Por que o bumbum da Kim Kardashian incomoda tanto?
:: 5 razões para assistir “Gostosas, Lindas e Sexies”, longa que estreia com quatro protagonistas plus size
:: Look de Fabiana Karla no Emmy Internacional quebra mitos sobre moda plus size
:: Modelos plus size desfilam na SPFW e comemoram: “As pessoas precisam saber que o gordo existe”
:: Para ficar de olho: conheça 3 novas marcas de roupas plus size cheias de estilo

:: Esporte para todas! Nike escolhe modelos plus size para nova campanha
:: Por que a música “Gordinha”, de César Menotti & Fabiano, NÃO É uma homenagem às gordas
:: Por que essa foto de Ashley Graham andando de bike é tão inspiradora – para gordinhas ou não

Mas uma hora, a ficha cai. Eu não lembro exatamente quando a minha começou a cair – e talvez, no meu caso, ela tenha desabado mesmo. Chega uma hora na vida em que a gente para na frente do espelho e aprende a encarar a própria imagem. Eu tentei, de verdade, todos os dias de manhã, parar de pensar que eu era grande demais para ficar bem naquela saia justa. Gorda demais pra usar blusa de alcinha. Parei de tentar me diminuir, de encontrar todo dia um novo defeito em mim. Foi fácil? Óbvio que não. Não foram poucas as vezes em que dei risada pensando: “É sério que tu tá tentando te enganar assim?”. Enganação ou não, o fato é que talvez tenha sido bem persuasiva comigo mesma e, bem, acreditei. O processo foi longo: dias bons, dias ruins, uns maravilhosos e outros péssimos. Tipo quando você está há semanas sem brigar consigo mesma e ouve que seu rosto é bonito, mas você precisa emagrecer. Ou percebe aquele olhar de repreensão na fila do bufê quando você, sua gorda abusada, ousa pegar uma sobremesa que não seja fruta. E aí, parece que tudo vai desabar – mas, acredite, chega uma hora em que nem treme mais.

314a2fcfdc52e3116e3210233f6fe6f641cd843f
Mas chega uma hora em que a gente aprende a mostrar quem é

E quando essa hora chega, a gente aprende a ser a gorda. A gente aprende, aliás, que ser gorda não é defeito – é só mais uma característica nossa, como alta, loira, baixa ou ruiva. Não diz quem você é. Não limita quem você é. A gente deixa de encarar como uma crítica. Paramos de nos sentir inferiores por causa do número da calça jeans. Não vou mentir: é um caminho longo, que parece não ter fim, e talvez não tenha mesmo. Mas a gente não se incomoda mais quando ouve a palavra gorda. Não se importa de pedir o jeans tamanho 50 e, olha, nunca mais recusa aquele pudim de sobremesa. Aprende que essa é você, você de verdade, sem eufemismos. Prazer, gorda!

gabifresh-pool-boy-bikini-2014
E quando a autoestima sobe, o poder é esse?

 

***

Aliás, prazer, sou a novata deste ilustre time de colunistas que encerra toda edição da Revista Donna. Thamires, repórter da Revista Donna e treteira de carteirinha no blog Um Plus a Mais. Tô feliz que nem sei de estrear ao lado de um mulherão que admiro tanto, a Clara Averbuck, e a sempre certeira Mauren Veras. Por aqui, vou falar de todo mundo que quase ninguém fala: as gordas, as gays, as trans, as minas fodas, as crespas, as tatuadas, as feministas. A palavra de ordem nessa página é diversidade. Quanto mais, melhor!

 

2670663805
Aliás, fica a dica: a marca Oh! Querida, que a gente AMA, criou essa camiseta incrível! Boa, gurias!

 

Veja também
:: Como passei das blusas largas para a saia lápis e o top cropped (e como isso me faz bem)
:: 5 looks plus size que são a cara do outono/inverno gaúcho

:: Direto da SPFW, 7 looks plus size que dão uma lição de estilo
:: Por que uma mulher plus size ser finalista do Miss Peru é tão empoderador
:: Lojas Renner lança linha de roupas plus size
:: Modelo plus size Ashley Graham contracena com Joe Jonas em novo clipe
:: Depois do Facebook, Instagram “acidentalmente” deleta foto de jovem plus size usando biquíni
:: Após negra vencer o Miss EUA, Ashley Graham pede: “agora coloquem mulheres curvilíneas”
:: Jovem dá a melhor resposta a haters que criticaram seu corpo em foto de maiô
:: Levi’s lança coleção de calça jeans plus size

 

UPDATE!

O blog ganhou sua própria página no Facebook! Clica aqui para conhecer (e dar aquele like amigo! haha)

pluscardnovo